Firefox – a briga vai esquentar
O Mozilla Firefox está em sua versão 1.5 e já completou mais de 20 milhões de downloads, mas a equipe do Mozilla não descansa em serviço e prepara o lançamento da versão 2.0 do navegador. Vamos conhecer um pouco das novidades, recursos e curiosidades sobre ele, mas antes vamos ver um pouco da história dele.

Depois da “Guerra dos Browsers” onde o Internet Explorer e o Netscape travaram uma batalha sem precedentes na internet pela preferência do usuário, o navegador da Microsoft saiu vitorioso e absoluto. A conseqüência desta hegemonia foi que não tivemos mais novas versões do IE desde o lançamento da 6.0 em 2001. Porém a história não parou por aí.

Em 2003, foi criada a Fundação Mozilla. Isto ocorreu por conta da America Online (AOL) não ter mais interesse em financiar o projeto do Netscape e resolveu ajudar na criação e manutenção por três meses da fundação, prometendo inclusive doar US$2 milhões por dois anos. O principal projeto era a suite aplicativos Mozilla que consistia em uma série de programas como navegador, cliente de e-mail, editor HTML e cliente de IRC.
Nasce o Firefox
Foi então que Dave Hyatt e Blake Ross resolveram criar um programa que fosse apenas um navegador e que não fosse tão inchado com a suite Mozilla. Nascia o embrião do Firefox – o Phoenix. Como este nome já era registrado por uma empresa, teve que ser trocado. A escolha foi Firebird, mas também durou pouco tempo, pois já existia uma banco de dados gratuito com este nome. Acabou trocando para Mozilla Firefox. Apesar do nome ser de um panda vermelho, acabou ganhando como símbolo uma raposa alaranjada.

O Firefox tem diversos diferenciais. Os que mais chamam a atenção de quem está acostumado a usar o Internet Explorer são a navegação por abas e a caixa de busca. A navegação por abas passa a permitir que você tenha vários sites abertos simultaneamente, sem a necessidade de ter várias janelas abertas. Você pode inclusive escolher para que vários favoritos abram em uma mesma janela.

A caixa de busca direto na barra do programa é uma grande vantagem pela agilidade que temos para fazer uma busca, basta escrever a palavra-chave e “Enter”. Aparece a página com os resultado. Ela já vem com alguns site de busca como Google, Yahoo!, e ainda existe a opção de incluir outras que sejam do seu interesse.

Outras vantagens são o bloqueador de pop-ups, o Live Bookmarks  (com suporte a feeds RSS e Atom), o suporte aos padrões e a possibilidade de instalar add-ons como temas e extensões. O suporte aos padrões é uma grande força de promoção do Firefox. Por seguir os padrões definidos pelo W3C, facilita a criação de sites que sejam compatíveis com diversos outros navegadores e sistemas operacionais, possibilitando que ele apareça exatamente da mesma forma em todos eles. Se todos os navegadores seguissem o padrão, evitaria-se a necessidade de tantos hacks para desenvolver páginas tableless.
A versão 1.5
A versão 1.5 conta com diversas melhorias como atualizações automáticas, navegação mais rápida, reorganização de abas (drag and drop), melhorias em segurança e privacidade. Um detalhe interessante é que ele foi baixado 2 milhões de vezes apenas nas primeiras 36 horas de seu lançamento. Outras novidades da 1.5 são melhoria na acessibilidade, suporte nativo a SVG, suporte a tag canvas, melhor suporte a Mac e melhorias nos padrões web como SVG, CSS 2 e 3, e  JavaScript 1.6.

Para celebrar o lançamento da versão 1.5, a Mozzila Foundation, lançou um concurso para promover o navegador: o Firefox Flicks. Ele premiará anuncios em vídeo sobre o produto. Os vídeos devem ter 30 segundos. Eles serão jugados por diretores, atores e gente da mídia. O concurso vai até 31 de maio. O primeiro colocado recebe um bônus de US$ 5.000 para produtos eletrônicos e o segundo leva um monitor com três telas de 19 polegadas e o terceiro um PC tipo media center. Os vídeos poderão ser usado na promoção do Firefox. Quer fica famoso?

O Firefox tem também um parceiro para e-mails, o Mozilla Thunderbird chegou também a versão 1.5. Agora ele conta com recursos como correção ortográfica durante a digitação, suporte a RSS e podcasting, auto-save e várias outras melhorias.
A versão 2.0
Já a versão 2.0 do Firefox tem previsão de um ‘release’ em março. O mais importante desta versão é que ela será compatível com a versão 1.5 e por isto, todas as extensões e temas ainda serão compatíveis. Dentre as promessas foi citada uma ferramenta de correção ortográfica, facilitando a vida de quem escreve e-mail ou preenche formulários na internet. Estão previstos também melhorias no visual, na interface de busca e no suporte aos feeds RSS e Atom e melhorias gerais no programa. A previsão é que a versão esteja disponível na metade do ano.

O Firefox já alcançou mais de 50.000 downloads e tem 20% do mercado Europeu sendo que na Finlândia chega a 38%. Esses números impressionantes demonstram o sucesso dele. Ele tem inclusive uma versão que roda em pendrive, facilitando a vida de quem a cada hora está em um computador diferente garantindo inclusive a privacidade.

Até o Google se rendeu ao Firefox. Ele criou uma busca personalizada para os usuário do Firefox. É o www.google.com.br/firefox . Ela tem a identidade visual do Firefox e links para sites relacionados ao Firefox. O Google também ajuda a promover o Firefox. Ele paga 1 dolar por cada “convertido”. Basta usar o AdSense o colocar o selo na sua página. O único detalhe é que este Firefox já vem com a barra de ferramentas do Google.
Extensões do Firefox
Você pode aumentar o poder de fogo do Firefox. Basta instalar extensões que proporcionam novos recursos ao Firefox como programa FTP ou . No endereço https://addons.mozilla.org/extensions/ você pode procurar entre diversas opções. Vamos lista algumas:

Bookmarks Synchronizer – Você usa o Firefox em casa e no trabalho? Você pode sincronizar os seus favoritos de forma simples com esta extensão.

Fasterfox – Quer otimizar e agilizar o Firefox? Está é a extensão perfeita para você. Conta também com um bloqueador de pop-ups acionados por Flash.

FireFTP – um cliente seguro para acessar servidores FTP. Você vai atualizar seu site de forma simples e grátis.

FoxyTunes – quer ouvir música enquanto navega na web? Instale esta extensão e você ainda vai controlar seus mp3s direto do navegador.

Web Developer – Com ele você uma série de recursos para o desenvolvimento de sites. Você pode identificar elementos, ver textos ocultos, desabilitar imagens e muitas outras coisas.
Opera – Trilhando outros caminhos
Outro excelente navegador é o Opera. Ele é desenvolvido pela Opera Software, uma empresa norueguesa. Ele começou como shareware, passou por uma versão ad-ware até que em 2005, já em sua versão 8.50, ele se tornou freeware, para alegria de uma legião de fãs.
O Opera é baseado em uma engine própria, a Presto. Ela é licenciada para uma série de empresas como AMD, IBM, Nokia, Symbian e pela Adobe/Marcomedia no Adobe Creative Suite e no Dreamweaver MX.

Um episódio importante na história o Opera, foi quando descobriram que a homepage da MSN não abria corretamente nele. Eles perceberam que isto acontecia apenas com o Opera, pois se o navegador fosse identificado com outro nome, ele abriria da forma correta. A Microsoft alegou que era apenas um erro de programação e o corrigiu. A equipe do Opera resolveu fazer uma brincadeira para provar o quanto é fácil mudar o conteúdo de uma página. Ela lançou uma versão do Browser chamada Bjork. Quando a MSN era acessada por esta versão, ela exibia um texto incompreensível em sueco de um personagem do programa do Muppets. Pimenta nos olhos do outros é bom?

O Opera continua sendo uma boa alternativa para desktops, mas ele resolveu ir além e abocanhar outras oportunidades. Ela desenvolveu navegadores para dispositivos móveis: o Opera Mobile e o Opera Mini. O Mini foi desenvolvido em Java e por conta disto pode funcionar com praticamente todos os celulares. Com a enorme quantidade de celulares existentes, o alcance dele é incomparável. Já o Mobile é para dispositivos móveis mais elaborados como handhelds. Estas ações chamaram a atenção do Google. Eles fecharam uma parceira para que a sua busca seja a padrão em seus navegadores móveis. Existem rumores de que o Google e a Microsoft estão interessados em comprá-la. Será que o Opera está à venda?

Internet Explorer 7 – O gigante acordou
Após anunciar que encerrou o suporte da versão para Mac do Internet Explorer e que ela não estará mais disponível a partir de 31 de Janeiro de 2006, a Microsoft resolveu antecipar o lançamento do Internet Explorer 7 para competir com o Firefox.

A nova versão conta com diversas melhorias já existentes em seus concorrentes e uma preocupação maior com a segurança. As principais novidades são: melhor design e maior usabilidade; navegação por abas; busca pela toolbar; suporte a Web feeds (RSS);  melhora no suporte a CSS (Cascading Style Sheets) e a PNG transparente, além de mais segurança.
Na parte de segurança, que sempre foi uma pedra no sapato da Microsoft, eles criaram ferramentas de anti-phishing para evitar fraudes na web e uma ferramenta de privacidade onde você pode de forma simples apagar os apagar seus rastros de navegação.

O Lançamento do Internet Explorer 7 já chega com polêmica. Ele ainda não é compatível com o Windows 2000, ou seja, só os usuário do XP com SP2 ou do futuro Windows Vista poderão usufruir da novidade. Por enquanto a versão disponível é só um beta e até o seu lançamentos pode ser que as coisas. O que vale é que eles estão tentando melhorar e competir. Com toda esta competição, o maior beneficiado será você. Será que temos outra “Guerra dos Browsers”?