Duas notícias me chamaram a atenção. A primeira saiu na folha e é o caso da ex-funcionária da Nestlé que recebeu demissão por justa causa pelo uso do e-mail do trabalho para repassar informações sobre a empresa. Concordo que o e-mail do trabalho é como um cartão de visitas da empresa. É para ser usado apenas para coisas do trabalho. Você não pode expor a imagem da empresa. Só tenho curiosidade de que informações foram estas repassadas. Algo que prejudicaria a empresa?

A outra é uma boa notícia. Sai na IBM e para comunidade Linux. Era um caminho esperado, mas que poderiam ter outros softwares na frente. A estratégia da IBM é bem clara.

Para o e-mail marketing isto tem relação. E na sua base de e-mails tem endereços de empresas? O envio de um e-mail de um amigo ou de uma empresa pode comprometer um empregado? Bom, espero que o bom senso tenha sido empregado neste caso e nos futuros. As pessoas precisam saber também usar melhor seus e-mails. Já quanto ao Notes em Linux, tomará que siga no mesmo padrão de exibição do modelo para Windows. Assim não teremos que reaprender a enviar e-mails para Notes.