A Maria Cristina Abella do Visa, pois não pode comparecer pois a sua empresa está em processo de IPO. Para substituir esta apresentação foi proposto uma formula nova de 5 mini apresentações onde cada palestrante tem apenas 15 minutos para falar. Vamos ver o resultado.

Mauricio Mota Lima vai falar sobre TV digital e começa mostrando um desenho do Tex Avery sobre a TV do futuro. Eu já tinha visto o vídeo então não aproveitei tanto. A propaganda é um formato de contar histórias e a marca é uma matriz de infinitas histórias. Ele citou o Heroes, eu já tinha feito um feito post sobre isto que já cobre bem o case apresentado. Citou os quadrinhos, lost e a quantidade de acessos das páginas. Citou que de resultado a DC resolveu imprimir o quadrinho de heroes.
Terminou falando do complexo de vira lata dos brasileiros e falou de um case brasileiro de uma produção da MTV apresentado pelo João Gordo chamado Lutas. São cinco documentários em um filme no formato de quadrinhos.

Agora entra o Davi com o tema First Life. A tese dele é sobre a inovação tecnológica. Conta duas anedotas. Ele saiu com amigos e estava parado com um menino e ele veem uma moça de vestido branco. Ele então fala para a menina gostosa e o Davi estranha. Ele continua com o assunto dizendo que quer fazer amor com a menina e só não faz por que não tem camisinha para o tamanho dele. Estranha a história para exemplificar como as coisas estão rápidas. Ele é bem engraçado, mas é filosófico e psicológico demais.

Ele cita um filosofo frances que comenta somos hiper impactados e o reflexo é a agitação. Um movimento que veio conta isto é o neo-luddismo que fala que a tecnologia desumaniza. Outro filósofo fala que a tecnologia é muito rápida e surgem tecnologias que questionam a humanidade como biotecnologia, nanotecnologia e várias ciências que impactam na nossa vida.

Ele divide a vida como First Life que é a vida que abraçamos que gostamos, a atenção que damos aos nossos filhos e todo contato fisico que fazemos. Já o Second Life são todos os relacionamentos que temos com a tecnologia como celulares, computadores, redes sociais e tudo relacionado a tecnologia.

Segundo o Davi, isto causa identidades duplas e cita até a esquizofrenia. Fala que as pessoas confundem suas vidas acessando sites pessoais no trabalho e acessando coisas relacionadas a trabalho em casa. Citou uma mulher falou que o celular é mais importante que o seu marido.

Agora é Brian Cott falando sobre inovação e quer desafia a criação e diz que as expectativas mudaram. Todo mundo quer inovação. Temos usuário mais sofisticados e exigente e estão demandando invovação das empresas. Existe dificuldades em brand já que a diferenciação entre as marcas é menor. Inovação não é relacionada a usar celulare, mas pode ser uma mudança de processo ou a maneira que você apresenta o seu web site online ou atingir um novo mercado. O Wimax está mudando as expectativas das pessoas, assim como o iphone e o wii.

Falou que o processo de um filme mudou já que até chegar na TV demorava muito, mas agora acontece em várias área com pay per view e DVD. Dividiu em grupos os tipos de inovação como inconciente e inconciente até consciente e competente. Inovação é relacionado a marca.

Existem 5 pilares para inovação.
1 o que você faz não pode ser copiado rapidamente pela concorrencia,
2 precisa ser lucrativo,
3 não copiei
4 tem mudar a percepção da industria,
5 cobrar pelo premium

Você precisa entender o risco. Testar, aprender e minimizar o risco. Tem criar checkpoints também, mensurar e ter foco. Muito boa e ele prometeu a apresentação.

Voltamos com o Bob que se desculpa pela falta de energia devido a viagem. Ele explicou que sempre compra um presente para a filha e no Brasil comprou um sofá. Fez piadas com o palestrante francês e ausência da moça do Visa. Falou sobre seu livro. Falou também sobre o comercial que ele considera mais importante da história. É sobre o comercial do Mac 1984. Lembrou que o objetivo do profissional de marketing é vender. É para isto que ele é pago. Mostrou um comercial tosco e depois falou sobre o segundo pior comercial que viu que mostra um acidente e depois aparece uma oferta de um óculos avisando que você terá uma gande economia ao comprá-lo. Mostrou um comercial de uma empresa alimentícia americana que dôou comida para desabrigados fazendo um melodrama de como se importa com as pessoas.

Para fechar entra o Castelo falando sobre mobile advertising e mostra um filme da VIVO com a Fbiz sobre um jogo de celular que ele ofereceu para várias empresas e no fim ele prometeu apresentar quem acabou patrocinando. Ele fala da importancia do optin, de empresas como a Coca que querem impactar este mercado, o lado da operadora que não tem canibalização do processo e veículos como o UOL que mandou um convite para ele para oferecer produtos.

Falou que já existem casos de sucesso com mobile como o da Abril oferecendo assinatura de revista para a base da Brasil Telecom. Outro caso foi usando patrocínio do chip com a Adida com um bolão da copa que teve um super resultado. A resposta foi que na maioria foram empresas de celular que patrocinaram além da unilever. Fim do primeiro dia.