web2.0


Segundo a Reuters, o anúncio de que o Yahoo o resultado do terceiro trimestre ia ser menor do que o previsto, fez as ações do Yahoo caírem 12%, arrastando as ações do Google em 4%. Outras empresas do setor também sofreram quedas. É sempre bom ter um pé atrás, pois quem cria a Bolha 2.0 é a mídia. Claro que isto não é motivo para alarde. Qualquer empresa tem altos e baixos que fazem suas ações flutuarem.

A web continua forte, só não deve ser super valorizada. Temos que ter cuidado para que a web 2.0 não seja um termo mais pejorativo do que de bons ventos. Tenho visto na mídia diversos investimentos pesados em sites web 2.0 pelo mundo igualzinho como foi com a bolha da internet. Déjà vu?

A idéia do, jogos ou notícias. Percebi duas coisas ao ver este site:

  1. O Flash tem sua função dentro da web 2.0;
  2. Sites Web 2.0 tem nomes bem esquisitos.

O dia foi escolhido por ser parecido com a palavra blog. Veja abaixo:

BLOG
3108

Tem uma brincadeira para lista cinco blogs e notificar eles. Acho meio bobo isto…

A web carece de tanto artigo interessante. Principalmente a web brasileira. Vi até gente grande que considero bastante crítico e sério para passar para frente a história.

Mas web provalvelmente carece de diversão.

Para mim, o dia do blog devia ser 17/12.

A popularização da banda larga está proporcionando a consolidação dos videos na web. O YouTube é prova disto. Capa inclusive da Info. Mas o mercado parece ver isto como uma nova corrida ao ouro. Todos os principais players de internet já lançaram seus sites de vídeo. O Google, Yahoo, IG, Globo.com brigam pela preferencia, mas o YouTube largou na frente.

A movimentação é clara no mercado. A MTV comprou a ATOM, dona do iFilm e Neopets. O Google fechou parceria com a MTV para exibir clips e vídeo como Bob Esponja calça quadrada. A parceria com a Fox Interactive Media para conteúdo do MySpace e o mercado de videogames – IGN.

A contrapartida é que ainda não existe fórmula vigrx plust los angeles stores de lucro com a exibição de vídeos. O YouTube opera no vermelho, pois o custo de banda é muito alto. O mercado de vídeo será lucrativo é claro. Mas da maneira que está sendo feito, ainda não é o modelo atual. O Google tenta incluir um monte de links em sua home de vídeo diferente do padrão de suas outras buscas. Ele inclusive mudou a home do www.google.com e incluiu o link para a parte de vídeos.

O Google pode fazer isto pois tem dinheiro para perder por um bom tempo, mas nem todo mundo tem, por isso muito cuidado com projetos de vídeo na web. Você corre o risco de embarcar em uma novidade chamada bubble video.

Gosto muito da.

O que me deixou triste é que não tem nenhum projeto brasileiro. Por quê isto acontece? O que falta para dar certo. Conheço diversos profissionais criativos e que são bons no que fazem, mas poucos se envolvem em projetos como estes da matéria.

Você conhece algum projeto brasileiro que tem tudo para dar certo (financeiramente)?

« Previous Page