e-mail marketing


Na Cnet saiu um artigo sobre o spam da Europa. A Comissão Europeia reclama de sofrer atividades ilegais online dela e de países do terceiro mundo. O Brasil está na lista dos principais spammers junto com EUA Pokies, China, Uruguai, Índia, Alemanha e França. No mesmo estudo o destaque é para a Holanda que aparece com redução de 85% na quantidade de spam. O Brasil conseguiu reduzir um pouco mas ainda falta bastante trabalho pela frente.

Os spammers se reinventam a cada dia. Agora a nova estratégia e enviar spam por imagens. Não que isto seja novo, mas um detalhe é que faz eles não sejam capturados pelos sistema anti-spam. Ao invés de usar uma imagem com fundo branco, ele coloca um fundo rajado para simular uma foto e com isto não ser considerado spam.

Ele vem acompanhado com um texto para disfarçar a oferta. Por enquanto vem só em inglês. O mais famoso por enquanto é o de oferta de ação da Tora Technologies. Cheiro de bolha 2.0?

Não entendo isto. Como pode sair numa revista como a Época um anúncio incentivando a prática de spam político. Saiu na edição 430 de 14 de agosto de 2006.
O anúncio garante o envio de 30.000 e-mails + 30.000 torpedos para o estado do político. Eles ainda dão 15% de desconto mais 60.000 e-mails, totalizando o envio de 90.000 spams.

O texto ainda vem assim: “Não é spam. Mensagens com teor de utilidade pública e interesse do eleitor”. Você, eleitor, falou que estava interessando em receber e-mails e torpedos?

O que me deixa triste é que muita gente que não entende vai comprar este pacotão e aumentar nossa caixa de e-mails de lixo e ainda atentar contra nossos celulares. Você se imagina em casa com a família no horário eleitoral e como cidadão, você tem o direito de desligar a TV ou assistir outra coisa. Mas um espertalhão decide que você quer receber um torpedo no seu celular. Como você encara isto?

Se você receber um e-mail de algum político spammer, saiba que você tem como reclamar. Não esqueça de avisar ao amigos. Chega de político sem ética.

Existe algo mais fácil do que usar um e-mail? Antes da bolha da internet tivemos um comercial em que uma pessoa da limpeza pedia a um funcionário para usar o computador para ver seus e-mails. E no fim ele perguntava ao funcionário em tom de deboche: “Você não tem e-mail”? Todo mundo tinha direito a uma conta de e-mail. Conta pessoal, gratuita e de cadastro simples. E todos estavam felizes. (more…)

Após os disparos de e-mail marketing, voltam inúmeras mensagens. Isto é conhecido como “bounce”. Dentre as mensagens que voltam é muito comum a chegada da confirmação AntiSpam sendo a do fazer a confirmação automática. Mas a dificuldade acaba sendo tanta que nem sempre na primeira funciona. Parece mais um teste comportamental. Lembra muito a seqüência de números que os personagens do seriado LOST tem que pressionar na escotilha para evitar… bem isto é spoiler. Se ao invés de digitar 4 8 15 16 23 42 fosse o captha do UOL, eu teria errado na primeira.

Achei esta imagem bem engraçada e resolvi fazer uma tradução livre do original.

Gráfico de Dificuldade do Tableless

  1. praguejar.
  2. tempo gasto fazendo um o site W3C compatível. 
  3. tempo gasto tentando fazer o bastardo funcionar no Internet ‘F’ Explorer.
  4. tempo gasto desejando uma lenta, e dolorosa morte a Bill Gates e praguejar mais.
  5. tempo gasto procurando pelo caracter de espaço extra no javascript que o Firefox está “dando trabalho”. (Difícil a expressão)!
  6. tempo gasto desenhando alguma coisa.
  7. tempo gasto tentando fazer o layout funcionar somente com css antes de desistir e usar tabelas.

Claro que ela deve ser levada nas devidas proporções. A caminho para navegadores os alcançarem os padrões é longo e ainda tem muitas as pedras no caminho, mas com a pressão da comunidade já alcançamos muitas vitórias.

Depois do spam, o que há de mais polêmico em e-mail marketing é o qual formato enviar. Uma linha indica o formato em texto, devido a sua leveza, universalidade e simplicidade. Já a outra linha indica o html por sua beleza, possibilidades e personalidade. Vemos ver cada uma delas e descobrir qual é a melhor. (more…)

Next Page »